domingo, 6 de maio de 2012

Resenha: Le Monde Bizarre - O circo dos horrores






Le Monde Bizarre é o nome da companhia de entretenimento circense mais antiga, ainda em atividade, de que se tem notícias. Seu fundador, Monsieur Serge Tissot, criou um mundo particular onde habitavam os mais bizarros seres já vistos na terra. De homens de duas cabeças até criaturas inomináveis e quase indescritíveis. Curiosamente, o significado de seu nome é pastor. E era assim que ele também se denominava. Um pastor de criaturas esquecidas e abandonadas pela humanidade. Porém, um dia, cansado de viver em sua fazenda ao sul da França, cuidando dos pobres miseráveis aos quais dava abrigo, Serge fundou a companhia que daria voltas e mais voltas ao mundo, mostrando a todos a escória humana que as cidades insistiam em esconder. Vendeu sua fazenda e quase todos os seus pertences, investindo tudo em seu ousado projeto. Carruagens luxuosas para ele e os mais íntimos e outras carroças não muito confortáveis por dentro, mas excepcionalmente belas por fora. Chamar a atenção era seu principal objetivo ao chegar às cidades onde se instalava por alguns dias.
Até aqui, nada de excepcional. Apenas mais um circo de bizarrices que apresentava espécimes da degradação humana. Porém, existem causos e lendas sobre Le Monde Bizarre, que deixaram discretos rastros na história. Discretos porque o medo sempre dominou aqueles que eventualmente sobreviveram aos acontecimentos que até hoje correm a boca pequena, em um quase segredo de estado, em que até mesmo as autoridades preferem considerar apenas como lendas e nada mais.


Essa é parte da premissa que os autores desse livro seguiram para criar seus contos. Desde que a Estronho anunciou o livro fiquei interessada, primeiro pela capa - admito. Quem não fica interessado em um livro depois dessa capa? E a coisa toda de circo, palhaço também me atrai. Poderia ter lido o livro muito mais rápido se não tivesse memória de peixe e tivesse que fazer a resenha de cada conto logo após lê-lo.
O que me impressionou na antologia foi a falta de clichês. Todos os contos foram muito criativos. Segue um pouquinho sobre eles. Nada de spoilers. Só o bastante para atiçar sua curiosidade:

 
A cidade de Metrópia – Kássia Neves Monteiro
Uma carta escrita por um antigo membro da trupe do horror alerta a cidade de Metrópia contra os segredos horripilantes de Le Monde Bizarre.

Como sempre, o primeiro conto de uma antologia da Estronho nos dá uma idéia do que teremos no decorrer do livro. Um conto claramente bizarro e com muito sangue e canibalismo. Um aviso para o que nos espera a seguir.

Desfile – Duda Falcão
O circo está na cidade! Mas não é um circo qualquer! Ele promete trazer criaturas nunca antes vistas, um espetáculo inesquecível. A população fica maravilhada com o desfile. Vão quase todos até o espetáculo. Mal sabiam o que estava reservado para elas.

Um conto bastante interessante. Gostei pelo fato do autor acrescentar animais e seres mitológicos na trupe do circo. E o mistério do final fechou com chave de ouro.

Freak – Alexandre Heredia
Um garoto nasce com uma aparência grotesca e após receber inúmeros apelidos na escola, ataca um dos seus agressores. Ao se olhar no espelho no dia seguinte, percebe a mágica. Só não sabe que, talvez, ela não veio para o bem.

O conto é narrado por um apresentador no circo que conta a história do garoto. Achei bem criativa a “mágica” que citei acima. O final tem um “que” de grotesco. Muito bom!

Sinfonia dos Mortos – Pedro de Almada
Bernard é um menino de rua, órfão depois dos pais morrerem em um acidente de carro. Ao ser convidado por sua amiga Anabelle para o Le Monde Bizarre, a grande atração na cidade, ele descobre a terrível verdade.

Um conto bem criativo. Acho que até mais do que o conto anterior pelo tipo de “monstro” visto nele. Bem interessante.

Jackie – Celly Borges
Jackie é uma garota sem sentimentos. Ela deseja muito um coração para sentir algo. Durante uma das paradas do circo onde ela é uma das atrações, descobre um modo de fazê-lo.

Um conto curto em comparação aos anteriores, mas não perde em nada. A Celly tem uma escrita objetiva, forte. E esse conto tem as mesmas características. Ótimo!

Medicina Transformadora: Um contrato poderoso – Valentina Silva Ferreira
Todos se preparam para assistir o espetáculo de Le Monde Bizarre, proporcionado por Serge Tissot. O show é um sucesso, mas Tissot não está satisfeito. Ele pede a uma das suas aberrações para abrir um tipo de audiência para garotas bonitas que saibam cantar. Mas, infelizmente, a garota não serviria somente para este propósito.

Um conto bem sinistro. A forma final do “monstro” é bem detalhada e pude imaginar cada parte do corpo. Medonho...

O garoto de Ferro – Lucas Lourenço
Smutny mora com seu tio. Seus pais desapareceram depois de certos comentários sobre os homens de vermelho. Os mesmos homens que tomam conta da Cidade no momento. Um dia, enquanto executava as tarefas diárias impostas pelo tio, Smutny vê o circo chegar. Curioso, acompanha as carruagens. Só não sabe o que isso irá custar.

Gostei muito desse conto. Tornou-se um dos meus favoritos. A narrativa dele é muito boa, daquelas que você viaja no texto. É o único que mostra o Le Monde Bizarre como um circo não tão mau. Acho que por isso achei bem interessante.

O maior espetáculo da terra dos mortos – Rochett Tavares
Ao apresentar suas aberrações na vila de Vrimulesch, Serge Tissot fica impressionado em como aquele povo aceitou bem sua trupe. Só que, depois do espetáculo, todos desaparecem. Tissot então vai ao centro da vila para solucionar este mistério e acaba tendo uma surpresa.

Com certeza um dos melhores contos do livro. Ele tem uma escrita rebuscada que deixa o conto ainda mais interessante. Coloca o Le Monde Bizarre de uma forma diferente de todos os outros – inclusive do conto acima. Muito bom mesmo!

Sake em Aokigahara – Iam Godoy
Kyu Murayama trabalha em Aokigahara Jukai como um cata-corpos. É um lugar conhecido como amaldiçoado e a taxa de suicídios ali é muito alta. Em uma noite, seu supervisor Minamoto conta uma história sobre um homem, Ukiyo Yamanaka, que foi encontrado em estado de choque no meio da mata. Ele relatava ter encontrado um circo no meio da floresta...

Vocês já devem ter percebido que a história se passa no Japão. Como sou fã de anime/mangá, isso me agradou muito. Ainda mais o fato de que o circo é habitado por criaturas mitológicas do Japão. Muito bem feita e com um ótimo final.

Pesadelo Interminável – João Manuel da Silva Rogaciano
O circo chega na cidade e estão todos maravilhados, inclusive um garoto de 13 anos. A atração fora um sucesso! Durante a noite, ainda empolgado, o garoto vai até onde o circo está montado e presencia um espetáculo que nunca imaginou.

Um conto sobre vingança com um final muito bom. O conto é simples embora carregue muito sangue e vísceras.

Remendos da Carne – Rafael Sales
Durante um espetáculo no circo, Artur, um homem que parece comum, mas carrega segredos sombrios, tem uma surpresa ao se deparar com uma das suas vítimas, que deseja profundamente, vingança.

Conto muito bem escrito. Os detalhes são bem colocados deixando a leitura gostosa e nos fazendo imaginar facilmente cada cena. Gostei muito da criatividade do autor.

O Trailer – A. Z. Cordenonsi
Bernard está visitando sua mãe e suas tias. Elas vivem junto com o circo, Le Monde Bizarre, como cozinheiras. Vivem em um trailer que a cada dia deixam mais bonito e bem equipado. Mas, a habitante do trailer do lado, uma velhinha que mora sozinha, tem um mistério. O trailer dela se renova a cada noite e Bernard está disposto a descobrir o segredo da velha senhora.

A narrativa desse conto é muito boa. Ele difere porque o circo fica mais em segundo plano – aproveitando, digo que a criatividade dos autores nessa coletânea me impressionou. Não entendi muito bem o final, mas isso deve ser por causa de lerdeza mesmo.

Faça seu Pedido – G. Araújo
Désirée é levada pelo seu “amigo” Sinclair até o famoso espetáculo do Le Monde Bizarre. Depois de ser escolhida pra uma das atrações, ela é recebida por Monsieur Tissot que lhe faz uma proposta irrecusável, mas que tem um alto preço.

Esse foi um conto em primeira pessoa que consegui me sentir no lugar da personagem. Seus desejos, pensamentos nos são revelados. Leia e depois nos diga se você faria seu pedido.

O Ocupante do Carro Vermelho – M. D. Amado
Santo Antônio do Rio Abaixo recebe a visita do famoso Le Monde Bizarre. O circo promete atrações inimagináveis, inclusive a atração principal, tão aguardada no segundo ato: um demônio.

Quando eu terminei de ler o conto, não tinha entendido muito bem, mas depois de pensar um pouco, entendi a sacada e achei muito bem feita (é, sou meio lerda).

Booktrailer

E chegamos ao fim do espetáculo... ou não. Talvez ele ainda continue durante a noite, quando você apagar as luzes. Boa leitura para vocês!

Ficha Técnica:
Editora: Estronho
Autor: Vários
Origem: Brasileira
Ano: 2012
ISBN: 978-85-64590-20-5
Número de páginas: 206
Skoob 
Onde comprar 

14 comentários:

  1. Obrigada pela resenha, mocinha, e pelo que falou do meu "conteco" rsrsrs.

    ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa agradecer Celly. Eu que agradeço por proporcionar leitura de qualidade =D

      Excluir
  2. "Medonho". Ehehe, adorei. Estou em pulgas para ter o meu exemplar em mãos e ler esses contos todos.
    Parabéns pela resenha.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb amei seu conto Valentina *-* É, realmente é um livro que tem de ter na prateleira.
      Abraços!

      Excluir
  3. Obrigado pela resenha ao livro e em particular ao conto da minha autoria.
    Tal como a Valentina, também estou em pulgas para ter o meu exemplar em mãos e ler todos os contos.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, como disse pra Celly, eu que agradeço!
      Abraços!

      Excluir
  4. Olá, Priscilla. Muito boa a sua resenha. Espero que tenha gostado de todos os contos e cuidado com os gnomos!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi André, obrigada! E... pode deixar deudheudhe

      Excluir
  5. O Le Monde ficou ótimo! Os contos estão muito bons!
    Que bom que gostou do meu "Desfile". :)
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duda, realmente todos os contos são ótimos =D Obrigada pelo seu comentário :3 Abraços!

      Excluir
  6. Ainda estou eufórico por participar de uma antologia da Estronho, ainda mais por dividir essas páginas com essa lista de autores fantásticos. Adorei sua resenha e obrigado pela divulgação.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, eu tb estaria eufórica duehduehdue Agradeço pelo seu comentário!
      Abraços!

      Excluir
  7. Estou LOUCA por este livro! Amei a resenha, me deixou mais louca ainda, isso não se faz... ahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. duehduehdeu Tati, comprei o livro na pré-venda e n me arrependi, compre o seu tb! ;D

      Excluir

Gostou? Não gostou? Comente! Sua opinião é sempre bem-vinda ;D